Geektrip: Espanha - Parte II - Salamanca

quinta-feira, agosto 09, 2018

Hello sweeties! Cá estou para continuar contando minha viagem/odisseia para a Espanha! Como foi visto no capítulo anterior, companhias aéreas podem tornar seu sonho de quase uma vida toda em pesadelo... Mas, dá pra viver... Afinal, agora estava estressada na Europa, e isso que importava HUHAUHAUHHUA! Enfim, meu primeiro destino foi a lindíssima cidade de Salamanca, que seria a sede do 56º Congresso Internacional de Americanistas, onde eu apresentaria meu trabalho. Mas como ainda estava em Madrid, precisava arranjar um jeito de chegar lá ne?!

1. A viagem de Madrid a Salamanca

Bom, a cidade de Salamanca fica a 3 horas de Madrid, e você tem três opções para chegar lá: ir de carro (alugar um ou taxi), ônibus, que sai direto do aeroporto (você pode comprar as passagens pela internet antes de ir pra lá), esta é a opção mais barata, 18 euros... E ir de trem! Como não tinha conseguido comprar as passagens de ônibus antes de ir (Fica a dica: tem de habilitar teu cartão para compras internacionais antes de comprar pela internet), fui pela opção melhor sinalizada no aeroporto rsrsrs. A passagem de trem é 24 euros, e você tem de pegar o metrô para a estação Chamartin. Não tem como se perder, é tudo muito bem sinalizado, mas admito que dá um pouco de medo ver tudo em uma língua estrangeira, ainda mais que estamos falando de acontecimentos que seguiram todo o perrengue que passei pra chegar lá né kkkk.
Pensa numa viagem deliciosa... foi essa viagem de trem a Salamanca. Os trens da Renfe são bem confortáveis e os cenários são sem descrição viu, aqueles campos de feno amarelinhos, campos de girassol, vilas com casas de pedra... Destaco aqui duas cidades que não tive como visitar, mas fiquei encantada com a vista do trem: San Lorenzo de El Escorial e Ávila!
Já sabia que Ávila era uma cidade encantadora, com suas muralhas medievais super conservadas, e fiquei triste de não ter tido tempo de visitar (mas é bom que sempre fica um motivo pra voltar né rs), Mas San Lorenzo de El Escorial é uma belíssima vista do trem. Não tem como ficar encantado com a vista do mosteiro El Escorial no alto da cidade!

Vista do mosteiro El Escorial 

As muralhas de Ávila

2. Salamanca!

Como todas as cidadezinhas do interior da Espanha, Salamanca é de tirar o fôlego! Ela fica na região de Castela e Leão e, apesar de pequena, tem muita coisa pra se fazer, afinal, ela também é uma cidade universitária e, por estar no verão, a prefeitura monta uma programação cultural muito legal, com shows, recitais, teatro... Muito bom!

Plaza Mayor de Salamanca. Super vale a pena ir de dia e de noite! Tem vários bares e lanchonetes bem legais e a noite tem apresentações e shows... Com certeza onde tudo converge em Salamanca!

Sentada em um restaurante bem legalzinho na Plaza Mayor... E se liga no almoço: Hambúrguer caseiro, batatas fritas, ovo, croquetes de presunto ibérico e bacon... Super saudável! Mas ali na plaza Mayor como em ruas vizinhas você come bem e até pagando pouco, 10 euros por uma refeição de dois pratos mais bebida


Estar participando do evento me permitiu também que entrasse em vários espaços com mais liberdade, pois como eram mais de 4 mil participantes, vários espaços foram usados além do prédio histórico da Universidade de Salamanca que, aliás, este ano está fazendo 800 anos!

Fachada da Universidade de Salamanca, construída em 1218, é a terceira universidade mais antiga do mundo! Fato legal: na fachada, existe nos relevos "escondida" uma rãzinha, e diz que se você achar a bandida significa que você voltara a cidade... Eu achei a infeliz, está na segunda foto kkkkk

Nas escadarias do Palácio de Anaya

Essa é a sala principal do prédio histórico da Universidade. Tenho que dizer que, como historiadora, é muito louco estar dentro de uma sala que foi visitada por pensadores do mundo ibérico por 800 anos!

Se você acha que não estava abobada por estar ali... Se liga nessa cara de pateta feliz kkkk

Voltando a parte turística, o Centro histórico de Salamanca conta com duas catedrais lindíssimas, a antiga (menor) e a nova (maior). Mais uma curiosidade: na fachada da catedral nova, na face norte, você encontra um astronauta e um monstrinho tomando sorvete!!!

Face norte da Catedral nova de Salamanca

Fazendo aquelas fotos bem turista gringo mesmo kkkk

Não, os caras que fizeram a catedral lá no século XVI não eram viajantes no tempo... Esses detalhes foram adicionados a fachada em 1992 durante uma reforma... 

Outro point é a Casa das conchas, onde funciona a biblioteca de Salamanca. Ela tem esse nome porque é toda enfeitada com conhas (dã).

Difícil é tirar uma foto sem a sombra da catedral nela kkkkk

Mais uma foto estilo turista kkkk


Outro ponto que pra mim foi doideira em conhecer, foi a ponte romana. Cara, a gente vive num país que obra pública é sinônimo de dor de cabeça e eu ali, em cima de uma ponte de pedra com mais de dois mil anos, que resistiu aos mais variados climas e guerras...

A ponte romana passa por cima de um riachozinho, bem bonita!

A cara é de cansaço total, mas estava muito feliz! kkkkk

Outro lugar bem legal de se visitar, ali perto da ponte romana é o Horto, é um local pequeno, mas adorável! foi feito em cima da antiga muralha e é repleto de pinheiros, margaridas e lavanda, o que deixa o lugar com um cheirinho muito bom. Além disso é uma das vistas mais bonitas da cidade!

Vista de Salamanca. O legal é que como estava no verão lá, e é um país mais ao norte, só anoitecia depois das 22h. Esta foto aí foi tirada as 22h10 kkkkk


No centro de Salamanca você encontra muitas lojas de souvenires bem legais, com artes locais, xales, leques pintados à mão e coisas relativas a Universidade. Minha dica: se vocês querem adquirir lembrancinhas da Espanha, deem preferência a comprar em cidades que nem Salamanca ao invés de Madrid. Para ter uma ideia, um leque espanhol em Salamanca saia por 3,45 euros, já em Madrid o mesmo custa 10 euros.

Uma vitrine de loja de souvenires. Outra coisa que é mais barata lá do que aqui são bijouterias de prata. Um anel de prata espanhol sai por 7,50 euros

3. A saga da mala perdida! E compras kkkkkkkkk

Bom, como havia dito no post anterior, minha mala foi extraviada, e na minha bagagem de mão só tinha duas calças, uma blusa e só! Então... Tive que ir as compras, nem queria né kkkkk... Primeiro o que era necessidade básica: calcinhas! Fui na Women's Secret, loja de roupa intima e de praia lá da Espanha, por indicação de uma local de que lá seria um dos lugares mais em conta pra comprar as benditas. Para minha surpresa, eram caríssimas (porque na minha cabeça estava o tempo todo fazendo a conversão pra reais né) e para ser a cereja do topo da ironia: as calcinhas eram todas MADE IN BRAZIL. Sim, saí do Brasil pra comprar 3 calcinhas por 12 euros (56 reais). Enfim, quanto ao resto, para minha sorte estava na época de Rebajas, liquidação, então consegui até umas pechinchas, como comprar blusa a 2 euros e cinto a 3 euros. Se você for a Salamanca e quiser fazer comprinhas legais, recomendo ir na H&M, loja estilo Marisa, sempre com precinhos bem legais, a Stradivarius, que vendem roupas mas cool, estilo as roupas da Renner e a Zara, paraíso dos brasileiros na Europa kkkk. Lá tive a oportunidade de comprar uma senhora jaqueta de couro (não porque precisasse lá, mas moro em Curitiba né), por 20 euros (92 reais!). Confesso que não consegui comprar vestidos lá porque são feitos para o corpo das espanholas, ou seja, sem quadril e com muito busto... Meu oposto... Sad... Mas tinham vestidos por até 9 euros na Zara. Sem contar que visitar a Zara de Salamanca é um passeio histórico, já que ela foi feita dentro de onde era o Convento San Antonio.

Fazer compras e ter aula de história, só na Zara de Salamanca!

Bom, voltando a mala... Depois de várias ligações que me deixavam desesperada porque diziam que a mala ainda não tinha sido localizada, ela chegou em Salamanca, 7 DIAS DEPOIS DE MINHA CHEGADA! Uma semana sem meus sapatos, meus remédios, minha maquiagem, minhas roupas... E detalhe, um dia antes de eu ir embora de Salamanca... Cest' la vie!

Enfim, tirando a dor de cabeça da mala, foi uma semana de evento acadêmico, arte e algo que não dá pra explicar, passear por aquelas ruas estreitas, ouvindo artistas de rua cantando musicas espanholas, era algo bem singular, trazia uma paz interior que até me esquecia que dois (!!!!) passarinhos cagaram em mim enquanto estava sentada na praça (não ao mesmo tempo, em dois dias consecutivos, quais são as chances heim...). Não se deixem influenciar pelos meus momentos de azar, é uma viagem que super vale a pena!

Bom, no próximo capítulo vou falar sobre um lugar que eu me apaixonei: Toledo! Até a próxima!

  • Share:

Você pode gostar de:

0 comentários