Entendendo as referências de La la land

sábado, janeiro 28, 2017

Hello sweeties! Hoje venho com um serviço de utilidade pública: ajudar vocês que, assim como o Capitão América, gostam de manjar das referências.



Não há dúvida que o filme sensação do momento e um dos grandes favoritos a faturar a estatueta esse ano é La la land, musical de Damien Chazelle.
Não vou ficar aqui fazendo resenha e tal do filme, até porque, nessa altura do campeonato, deve ter uma infinidade de críticas disponíveis. Para quem assistiu o filme deve ter percebido que o longa faz uma série de referências aos musicais clássicos, é algo bem perceptível mesmo que você não tenha assistido algum, porque fica sempre aquele cheirinho de referência no ar... Sendo assim, fiz uma lista de musicais que são homenageados em La la land para vocês não só manjarem das referências e serem o sucesso na rodinha de conversa dos amigos... Como também para despertar o interesse em assistir esse gênero tão maravilhoso que é o musical.

1. Les demoiselles de Rochefort (1967)


Para quem curtiu a abertura do filme, com as pessoas dançando em meio aos carros, a cena é inspirada na cena de abertura de Les demoiselles de Rocheford, ou na versão Br, Duas garotas românticas, musical francês de 1967. filme que conta com as grandes estrelas do cinema francês Catherine Deneuve e Françoise Dorléac e também Gene Kelly. O filme conta a história de Delphine e Solange, duas irmãs gêmeas de 25 anos, radiantes e espirituosas, dão aulas de dança e música. Elas sonham em ir a Paris e aproveitam a oportunidade quando uma trupe de fora passa pela cidade. Tudo isso acontece enquanto nossas heroínas gêmeas procuram o amor ideal.


2. Grease (1978)



É um musical inspirado em um musical homônimo com participação do próprio John Travolta em 1971, passado na Califórnia no final da década de 50 e começo da década de 60 e . O filme conta a historia de um casal de estudantes, Danny (John Travolta) e Sandy (Olivia Newton-John), que trocam juras de amor no verão mas se separam, pois ela voltará para a Austrália. Entretanto, os planos mudam e Sandy por acaso se matricula na escola de Danny.


3. West side Story (1961)


Esse musical em especial é um dos meus favoritos, sendo uma adaptação de Romeu e Julieta para as ruas de Nova York do final dos anos 50. A história se passa no bairro de Upper West Side, em Nova Iorque, um bairro de minoria étnicas e classe trabalhadora. O musical explora a rivalidade entre os Jets e os Sharks, duas gangues de rua adolescentes com diferentes origens étnicas. Os membros dos Sharks, de Porto Rico, são insultado pelos Jets, uma gangue branca. O jovem protagonista, Tony, ex-membro dos Jets e melhor amigo do líder da gangue, Riff, se apaixona por Maria, a irmã de Bernardo, o líder dos Sharks. O musical é um marco no teatro musical americano e levou 10 estatuetas em sua adaptação para o cinema, incluindo a de melhor filme em 1961.


4. Sweet Charity (1969)


Sweet Charity, ou na versão brazuca, Charity, meu amor, é um musical também adaptado de seu homônimo da Broadway de 1966, que por sua vez foi feito como uma adaptação para o teatro de Noites de Cabiria, filme italiano de Frederico Fellini.  No filme de Fellini a protagonista é uma prostituta sonhadora que passa por altos e baixos românticos, enquanto na versão americana ela é uma dançarina de aluguel (taxi dancer) em uma boate em Times Square. O título americano completo é Sweet Charity: The Adventures of a Girl Who Wanted to Be Loved ("Doce Charity: as aventuras de uma moça que queria ser amada").



5. Singin' in the rain (1952)


Acho que de todos os filmes citados, este é o que conta com mais referências em La la land, mas também não é pra menos, é um dos musicais mais famosos da história. Singin' in the rain é um musical dirigido e coreografado por Gene Kelly e Stanley Donen e estrelado por Kelly, Donald O'Connor e Debbie Reynolds. O filme se passa nos anos 20 em Hollywood na transição do cinema mudo para o cinema falado. O filme conta a história de Don Lockwood e Lina Lamont, dois dos astros mais famosos da época do cinema mudo em Hollywood. Seus filmes são um verdadeiro sucesso e as revistas apostam num relacionamento mais íntimo entre os dois, o que não existe. Porém o cinema falado chega para mudar totalmente a situação de ambos no mundo da fama. Decidido a produzir um filme falado com o casal mais famoso do momento, Don e Lina precisam entretanto superar as dificuldades do novo método para conseguir manter a fama conquistada.


6. Shall we dance (1937)


Este é o sétimo filme da parceria de sucesso entre Fred Astaire e Ginger Rogers, que conta a história de Petrov Peters, dançarino que viaja pelo Oceano Atlântico porque deseja ficar perto da famosa estrela de musicais Linda Keene. Para obter publicidade de graça, seu empresário resolve espalhar, quando desembarcam em Nova Iorque, que eles estão casados secretamente.


7. The band wagon (1953)


The band wagon, ou na versão br, A rota da fortuna, é considerado um dos últimos grandes musicais da era de ouro da MGM. Estrelado por Cyd Charisse, Fred Astaire e sua irmã Adele Astaire, o filme conta a história de Tony Hunter, estrela do teatro e cinema, veterano de comédias musicais, que está preocupado que sua carreira possa estar em declínio. Seus amigos Lester e Lily escrevem uma peça que eles acreditam ser perfeita para o retorno de Tony. Mas durante a montagem da peça ocorrem problemas com o diretor e sua companheira de palco.


8. Moulin rouge (2001)


Esse foi o musical que despertou meu amor por musicais e que me fez ir atrás dos clássicos na minha adolescência rsrs. Moulin rouge é um musical que tem o enredo inspirado em três óperas: La bohème de Giacomo Puccini, La traviata de Giuseppe Verdi, e Orphée aux enfers de Jacques Offenbach (esta inspirada no mito grego antigo de Orfeu e Eurídice). A história se passa em 1899 e gira em torno de um jovem poeta, Christian, que desafia a autoridade do pai ao se mudar para Montmartre, em Paris, considerado um lugar amoral e boêmio. Lá, ele é acolhido por Toulouse-Lautrec e seus amigos, cujas vidas são centradas em Moulin Rouge, um salão de dança, um clube noturno e um bordel (mas cheio de glamour) de sexo, drogas, eletricidade e - o que é ainda mais chocante - de cancan. É então que Christian se apaixona pela mais bela cortesã do Moulin Rouge, Satine.




9. Funny face (1957)


Acho que a combinação de Audrey Hepburn e Fred Astaire dispensa comentários porque é uma experiência que deve ser vista, afinal, são dois monstros do cinema em um filme só! O plot é o seguinte: Maggie Prescott ( Kay Thompson ) é uma editora e editora de revistas de moda que está à procura da próxima grande tendência da moda. Ela e o famoso fotógrafo de moda Dick Avery ( Fred Astaire ) querem modelos que possam ser algo além de um rosto bonito, alguém que possa "pensar tão bem quanto a sua beleza". Na busca, eles encontram a livraria Embryo concepts, que é administrada pela tímida e inteligente Jo Stockton (Audrey Hepburn). Jo acha que ser modelo é um absurdo mas vê nos dois a oportunidade de ir à Paris e assistir seu filósofo favorito Emile Flostre.


10. An american in Paris (1951)

Musical inspirado na composição orquestral de 1928 de George Gershwin, o filme, estrelado por Gene Kelly é ganhador de 6 estatuetas em 1952, incluindo a de melhor filme. O filme conta a história de Jerry Mulligan, um veterano da segunda guerra que agora vive em Paris tentando fazer sua vida como pintor. Milo Roberts (Nina Foch), uma herdeira solitária, encontra Jerry na rua e se encanta pelo pintor e sua arte, decidindo levá-lo para seu apartamento e pagar por suas obras. Mas ele acaba se apaixonando por Lise que está noiva de Henri, por quem ela tem uma dívida de gratidão por tê-la salvado e a sua família durante a guerra.


11. Broadway Melody (1940)


O filme é o único que conta com a parceria dos melhores dançarinos da era de ouro: Fred Astaire e Eleanor Powell.  O plot do musical é: Johnny Brett e King Shaw vêm tentando fazer sucesso como uma dupla de dança em Nova York. O produtor Bob Casey quer um novo parceiro para a estrela da dança Clare Bennett, ele escolhe Johnny, mas Brett acha que o produtor é um cobrador e diz que ele é King Shaw, que deve dinheiro. Devido a essa confusão o homem errado ganha o papel principal em um show da Broadway. Johnny que está apaixonado por Claire e ela por ele, parece ter perdido sua grande chance, até o dia em que um substituto é necessário após uma bebedeira de Shaw.

Bom, espero que tenham curtido o post e até a próxima!


  • Share:

Você pode gostar de:

16 comentários

  1. Meninaaaa, pára que o seu blog é mto avançado pra mim!! kkk Adorei conhecer, viu? Ainda não assiti La la land, mas foi legal DEMAIS conhecer as referências antes, porque assim presto mais atenção! | www.vivendovivi.com

    ResponderExcluir
  2. Uau! Depois desse post vou ate assistir La La Land de novo... Cara genial a ideia de postar sobre as referencias do filme, porque assim na hora de assistir a pessoa já vai bem mais atenta a maioria dos detalhes. De verdade eu amei o jeito como você escreve, é bem claro e objetivo, não é aquela leitura cansativa sabe? Sucesso <3

    ResponderExcluir
  3. Acredita que ainda não assisti esse filme? Estou doida pra assistir ele parece ser lindo e após essas referências eu tenho que assistir para ver como é!!!! Adorei 😍

    ResponderExcluir
  4. Ainda nao assiste la la Land, mas sempre tem alguém perto de mim falando sobre esse filme e nao sabia que ele tinha tantas referências assim Não, amei o post.

    ResponderExcluir
  5. Nunca assisti ao filme, vou correr assistir! Musicais sempre trazem uma calmaria, parece que a gente vai pra outro mundo né? Parabéns pelo seu blog,obrigada pelas dicas!

    ResponderExcluir
  6. Anotado na lista de filmes pra lerem! E mulher, vou falar igual a coleguinha do comentário acima: Esse blog é muito avançado pra mim! kkkkkkkkkkkk Enfim, amei o blog e o post, muito sucesso pra voce!

    ResponderExcluir
  7. Eu ainda não vi esse filme, mas tô bem ansiosa pra ver, ainda mais agora sabendo dessas referências, eu adoro Grease e Moulin Rouge está na minha lista de filmes pra ver, eu adoro musicais. Adorei o post, beijos. 💙

    ResponderExcluir
  8. Eu SEMPRE procuro referências kk, a melhor parte de assistir um filme é procura-las. Fiquei sabendo que La la land ta recheado! Adorei seu post! Beijoos

    ResponderExcluir
  9. Primeiramente, tem referências de Funny face? Esse filme é lindo demais, já fiz até um post sobre ele no meu blog. Como você mesmo disse são dois gigantes do cinema atuando. Tenho visto muito mesmo o pessoal comentar desse filme, ainda não assisti, mas com tanta referencia assim do passado fiquei com mais vontade de ir ver. Adorei o post ina, inclusive já deixei salvo alguns filmes que vc citou, pra ver depois ^^

    bjus
    Ari ♥
    De volta ao retrô

    ResponderExcluir
  10. Infelizmente ainda não assisti ao filme, mas não vejo a hora também! Todo mundo está dizendo que é fantástico e isso me deixou animada, muito legal que Grease foi uma das referências, também adoro o clássico! :)
    http://www.adoravelcloset.com/

    ResponderExcluir
  11. Eu ainda não vi La La Land, mas tô louco pra ver! eu amo referencias ~capitão america feelings~ Desde Wicked e Moulin Rouge eu amo músicas! e também Funny Face com a Audrey são alguns dos meus favoritos! não é todo mundo que gosta de musicais, mas olha desde criança eu amo! O post ficou maravilhoso, amei conhecer seu blog dois do meus temas favoritos geek e vintage, vem cá me abraça <3

    http://www.gleicyhaner.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Estou com muita vontade de ver La La Land mas ainda não tive tempo hehe , gostei do seu post , tem muitas referências meu deus heheh
    Beijos, asopinioesdaana.blogspot.pt:)

    ResponderExcluir
  13. GENTEN, seu blog é demais pra mim haha. Tu é muito boa no que faz, acho que é o único blog que tem pegada de GEEK e que realmente trás isso em suas postagens. Eu não conheço o filme em questão nem as referencias (Porque meu gênero favorito é Terror/Suspense) Mas uma amiga curte muito o universo, vou apresentar seu blog e esse post em especial, tenho certeza que ela vai adorar!
    Sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ain, fico feliz com essa mensagem! Pois é, eu quis aproveitar a vibe do filme musical, mas quero também trazer sobre filmes de terror e suspense, principalmente os antigos, espero que a gente possa trocar figurinhas sobre o tema rsrsrs

      Excluir
  14. Nossaaa, adorei seu blog ♡ Já vou pegar meu caderno aqui para anotar hahaha! Quero muito assistir lá lá land, mas ainda não arrumei um tempinho! Amei seu post! !!
    Beijaoo
    otomes criativas

    ResponderExcluir
  15. Uaauuu arrasou no post. Depois disso vou até assistir la la land. Não sou muito de assistir musicais. Mais essas referências parecem ser muito boas.
    Parabéns pelo blog. Muito lindo❤
    Beijão.

    ResponderExcluir