Filmes Remake melhores que os originais

quarta-feira, outubro 19, 2016



Hello sweeties! Faz tempos que quero escrever sobre isso, porque é algo que, como cinéfila e pesquisadora da área, me incomoda muito, que é aquela velha marra dos pseudocinéfilos metidos à cult de dizer em plenos pulmões: NÃO ASSISTO REMAKES ou O ORIGINAL SEMPRE É MELHOR. Bleh! Balela de quem quer parecer mais esperto que você! Não engula esse papo! Este post é para blindar vocês, que talvez tenham se esquecido que existem sim boas refilmagens ou até mesmo para mostrar que alguns grandes sucessos, não só de bilheteria como de crítica também, são refilmagens.

Como já dizia Chacrinha, "Na natureza nada se cria, tudo se copia", e Hollywood toma essa máxima faz teeeeeempos. Não achem que essa coisa de remake é só de agora... É bem verdade que o cinema americano parece andar meio sem ideias e tem apostado em refilmagens e reboots, mas não é coisa tão atual como se imagina.
Quanto ao preconceito com remakes, creio que seja culpa da própria Hollywood, que fez com que quase todo cidadão tenha pelo menos um trauma com um filme queridinho sendo destruído com um remake (no meu caso, Caça fantasmas, não tem como perdoar...). Bom, esse post é pra relembrar que a gente não pode cair em falácia de metidinhos a entendido de cinema e que também não devemos (não só relativo à cinema), cair na armadilha do generalismo. Lembrando tb que o critério de escolha aqui é pessoal, logo, é capaz de se achar outras listas com mais ou menos filmes, ou com eles em colocações diferentes, ok?!

1. Scarface 


Pouca gente sabe, mas o clássico de estrelado por Al Pacino e dirigido por Brian de Palma de 1983, é um remake de Scarface - a vergonha da nação, filme de 1932, dirigido por Howard Hawks. O filme de 32 traz Paul Muni no papel de "Tony" Camonte (personagem inspirado no gângster Al Capone), um gângster na Chicago dos anos 20, que mata o rival do seu chefe e ganha notoriedade dentro de sua gangue. Ao mesmo tempo que ele intenta matar seu chefe e assumir o controle da gangue, ele vive um conflito emocional com sua irmã, por quem sente uma paixão incestuosa, e que está envolvida com o seu homem de confiança. O plot é diferente do filme de 83, onde Brian de Palma quis contextualizar a história de seu personagem com a crise imigratória e a explosão do tráfico de drogas nos EUA dos anos 80. Em ambos os filmes, entretanto, permanece a premissa do imigrante buscando de qualquer forma o sonho americano.

2. Onze homens e um segredo 


Apesar de contar com feras como Frank Sinatra e Dean Martin no elenco, o filme de 1960, dirigido por Lewis Milestone, foi um fracasso de crítica e bilheteria. Mas a história dos onze homens que elaboram um plano de roubar três (no filme original cinco) cassinos simultaneamente foi retomada de forma mais dinâmica e cômica com Steven Soderberg, que também trouxe um elenco de feras, como George Clooney, Brad Pitt, Julia Roberts, Matt Damon, Andy Garcia... É muita gente boa num filme só.

3. Bravura Indômita



Sei de uma ou duas pessoas que me matariam por colocar qualquer filme estrelado por John Wayne inferior a qualquer remake, mas temos que admitir: apesar de ter sido sucesso na época, o filme de 1969 não consegue chegar nem perto de seu remake de 2010.
O filme de 69, dirigido por Henry Hathaway e estrelado pela lenda dos faroestes John Wayne, dando vida a U.S. marshal Rooster Cogburn, um pistoleiro bêbado caolho, que é contratado pela Mattie Ross, uma menina que tem o pai assassinado e que deseja que o seu assassino seja capturado. A performance de Wayne lhe garantiu o Oscar, mas... O filme de 2010 ganha no quesito que para um Western, o de 69 beira a uma comédia, já o de 2010 tem uma carga de tensão e drama que fez com que o remake, dirigido pelos irmãos Joel e Ethan Coen, garantisse 10 indicações ao Oscar. Partindo para o mundo dos "se", acho que o filme perfeito seria o de 2010 estrelado por Wayne kkkkk


4. Entrando numa fria



Ta aí mais um filme que muita gente nem deve saber que é um remake... Eu mesma nem sabia! Acho que o original é daqueles tipos de filme que, se bobear, nem passou no Brasil. Afinal, foi um filme com uma boa história, entretanto de baixo orçamento. Os produtores do mesmo filme enxergaram o potencial da história e resolveram refilmar com grandes estrelas e foi uma sábia decisão. Estrelado por Ben Stiller e Robert DeNiro, o filme ficou mais comédia familiar e perdeu o final mais dark da versão original.

5. Ben Hur 


Não, não vou nem citar o novo remake de 2016 porque seria injusto de minha parte incluir um filme que vai quebrar a proposta que tenho hoje: remakes que superam o original. Talvez o de 2016 também supere o de 1925, mas não chega nem perto do de 1959. Então vamos ficar somente com os dois primeiros rsrs. Sem contar que este filme conta com mais versões, entretanto, essas são as mais famosas.
Ben Hur de 1925 é a primeira adaptação do romance de Lew Wallace, dirigido por Fred Niblo, e foi um grande sucesso de bilheteria e uma superprodução para a época, contando com grandes cenários e efeitos especiais muito avançados para sua época. Embora se trate de um filme em preto-e-branco, várias sequências foram coloridas à mão e, em algumas delas, usou-se um sistema que, futuramente, daria origem ao Technicolor, mas que, naquele momento, resumia-se a pigmentos vermelhos e verdes. Além disto, o primeiro filme foi o que mais se manteve fiel a história original.
Já a adaptação de 1959 dispensa comentários né, afinal, o filme foi um verdadeiro divisor de águas: maior orçamento e cenários até então feitos para um filme, mais de duzentos camelos, 2,5 mil cavalos e dez mil figurantes foram usados durante as filmagens. Foi o primeiro filme a chegar a marca de 11 Oscars, incluindo o de Melhor filme. Sem dúvida, um filme que merece ser visto e respeitado.

                                  
                              6. Drácula



Pensei muito se deveria incluir esse filme aqui, pois estou falando de remakes que superam originais, e acho que esse é um caso atípico, mas que vale ser lembrado: um remake que foi tão bom quanto o original. Claro que, apesar ambos serem baseados na célebre história de Bran Stoker, cada filme deu vida ao enredo à sua maneira e trouxeram dois Dráculas que habitam lado a lado no imaginário do cinema: o clássico Drácula de Bela Lugosi, com seu olhar fixo e dominador... E o Drácula eternamente apaixonado por sua ex-amada reencarnadas no corpo de Mina, interpretado brilhantemente por Gary Oldman. Claro que há várias outras adaptações notáveis, como a de Christopher Lee em O vampiro da noite em 1958... Mas, sem dúvida, as adaptações de 1931 e de 1992 são as mais marcantes!

Bom, espero que tenham curtido o post e... Até a próxima!

  • Share:

Você pode gostar de:

1 comentários

  1. Gente, só Onze Homens e Um Segredo eu sabia que era remake dessa lista o.O Beh Hur é remake do remake então! Adorei o post, são ótimos filmes, mesmo os antigos mas concordo ctg que os ramakes são mts bons =) beijos beijos!

    Metamorphya•••

    ResponderExcluir