Capricho: uma historia

sexta-feira, janeiro 02, 2015

Hello! Começando esse ano com um post de curiosidade histórica misto com uma bela pitada de ironia... Bem, para os que possam estar se perguntando "o que há de irônico nesse post", vou contar a história: no final do ano passado, a fofíssima Ariadne fez um post muito legal em seu blog sobre o estilo Lumberssexual (homens que gostam de usar o estilo "lenhador" americano)... Até aí tudo bem... Mas ao postar o link no nosso grupo do facebook, uma pessoa de mau humor com a vida começou a extravasar seus "mimimis" sobre o post e o grupo, chamando o grupo de revista capricho kkkkkk... Foi então que comecei este post (sim, ele começou no ano passado, mas só tive tempo de postar hoje com esse adendo)... Sobre a história de uma das revistas de adolescente mais populares no nosso país, que, para quem não sabe, é bem antiguinha, criada na década de 50! Então, que tal conhecer um pouco mais da revista Capricho???

História

Para quem não sabe, a Capricho foi a primeira revista feminina do Brasil, sendo o primeiro título publicado pela editora Abril. Criada em 1952 por Victor Civita, a revista circulava mensalmente no formato de fotonovela (histórias de amor - principalmente - contadas em forma de quadrinhos), muitas delas produzidas na Itália.

Adeus, Amor: uma das fotonovelas publicadas pela Capricho


Com o decorrer dos anos a revista foi englobando novos assuntos, como moda, beleza e comportamento... Mas não voltada exclusivamente para o público adolescente... Em seus primeiros anos, a Capricho era uma revista voltada para o público feminino em geral, principalmente jovens adultas, ou seja, temas muito distantes da revista atual, como casamento, como ser uma boa esposa e dona de casa... Coisas que deixariam qualquer feminista de cabelo em pé.
No final dos anos 50, a revista já alcançava uma tiragem de quinhentos mil exemplares vendidos, o maior índice da América Latina no período. Com o seu sucesso, no início dos anos 60 apareceram novas revistas femininas, como a Manequim e a Cláudia.



A Capricho irá manter esse modelo adocicado de boa moça até a década de 70, quando os movimentos feministas chegarão com toda força ao mundo editorial e comportamental, trazendo uma revista voltada a um outro tipo de mulher: uma pessoa independente, que trabalha e que curte... Bem diferente do estilo dona de casa e boa esposa



Nos anos 80, mais precisamente em 1984, a revista muda toda a sua linha editorial, passando a ser um veículo voltado para as adolescentes, enquanto a Manequim e Cláudia continuaram voltadas para o público feminino adulto. "A revista da gatinha", como era chamada, extiguiu as fotonovelas e trouxe uma roupagem teen, com pôsteres de bandas e artistas, dicas, testes, moda e afins, formato que mantém até hoje, tanto como revista, como em seu portal, que é o maior portal voltado para adolescentes do mundo, passando a revista americana Seventeen!

Bom... Para encerrar, eis umas capas das edições da década de 50 e 60 dessa que foi uma das maiores companheiras da adolescência de todas nós!!!








  • Share:

Você pode gostar de:

4 comentários

  1. Amei o post! E como a capricho me acompanhou na adolescencia ehehehe!

    Adoraria encontrar alguns desses exemplares antigões ... O grupo é tão bom que até um "mimimi" mal humorado rende coisa boa.. Arrasou Ina!

    Bjus
    www.misscherry.com.br

    ResponderExcluir
  2. Post sensacional Ina, arrasou! Não fazia ideia da idade da revista Capricho, Amei as capas antigas! Ótima pesquisa ♥

    Ari
    De volta ao retrô | Twitter | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  3. Olá Ina como vai você?
    Acompanhei bem a capricho nos anos 90, ficava juntando moeda por moeda para comprar minha revistinha kkk Muito amor essa revista e um clássico de publicações da editora Abril.
    Meus parabéns pela pesquisa e assim como a Ari adorei as capas antigas.
    Querida amiga!
    Vim te desejar um Feliz Ano Novo!
    Que esse ano seja melhor que o ano que passou, renovando nossas esperanças e forças na conquista de nossos ideais.
    Para mim é um grande prazer interagir com você a cerca da cultura vintage e retrô.
    Que 2015 seja expetacular e inesquecível em sua vida, é o que desejo.
    Com carinho, Cris.

    Acompanhe também:
    Blog |Facebook |Twitter |Bloglovin |Pinterest |Google Plus

    ResponderExcluir
  4. kkk lembro muito bem do episódio no grupo, eu estava apenas acompanhando quando vi o comentário da moça, mas enfim, o post ficou muito legal, adoro esses assuntos sobre curiosidade.
    bjuxxx

    ResponderExcluir