vintage cartoons - Betty Boop

quinta-feira, janeiro 23, 2014

Já se pegou assistindo com seu filho, sobrinho ou até mesmo sozinho o canal de desenhos animados e pensando: os desenhos de antigamente eram melhores... ??? Saiba que estamos juntos nessa força meu amigo!
Assim como no cinema, a industria de animação teve a sua fase mais brilhante nos distantes anos 40... Bem distante desses Monster High, Ben 10, Hora da aventura e outros desenhos que fariam Walt Disney chorar e Tex Avery se remexer em sua cova.
Então... Nesse post vou recordar de alguns desenhos BEM oldies que, apesar de estarem bem distantes de nossa época, fizeram de alguma forma parte de nossa infância. Hoje vou contar a história de uma das minhas personagens favoritas, um misto de pin up e flapper, a linda Betty Boop.

Betty Boop

Helen Kane e Betty Boop
A personagem mais Boop-oop-a-doop de todos os tempos foi um dos primeiros personagens de desenho animado de sucesso. Até hoje de certa forma se mantém viva no dia a dia das meninas, mesmo que a maioria nunca tenha visto um cartoon sequer. Mas alguém sabe a história dela? Deixa que eu conto:
Apesar de todo seu jeito flapper de ser, Betty Boop surgiu quando a fase áurea das melindrosas já havia
Primeira aparência de Betty Boop
passado. Em 1931 seus desenhos começaram a ser produzidos pela Fleischer Studio e distribuídos pela Paramount Pictures. Logo se tornaria uma febre mundial, sendo até hoje considerado a rainha dos desenhos animados da década de 30.
Betty Boop fez sua primeira aparição em 9 de agosto de 1930, em Dizzy Dishes , o sexto na série Talkartoon de Fleischer. Embora muitos aleguem que sua rela inspiração foi a "it girl" Clara Bow, a verdadeira inspiração veio da cantora e atriz Helen Kane, que emprestou a sua famosa onomatopéia "Boop-oop-a-doop". 
Em sua primeira aparição, a personagem foi criado originalmente como uma espécie de um poodle francês humanóide. Após sua primeira aparição, Betty Boop foi redesenhada, ganhando cada vez aspectos mais humanizados até ser colocada como uma personagem humana em 1932, no desenho Any Rags. Suas orelhas moles de poodle se tornaram brincos de argola, e seu nariz preto canino passou a ser nariz humano. Betty Boop apareceu como um personagem coadjuvante em 10 desenhos animados como uma garota flapper.
Logo Betty Boop era um sucesso estrondoso. Atitude provocante, sempre deixando sua cinta liga à mostra e fazendo outras insinuações... Mas com um jeito e voz infantil que cativava a todos.
Durante as primeiras aparições, a voz de Betty foi feita pela Margie Hines. Além desta, a voz da Betty foi feita por várias atrizes, que incluem Kate Wright, Bonnie Poe, Ann Rothschild (também conhecida como Little Ann Little), entre outras. A voz mais conhecida de Boop foi Mae Questel, que a interpretou em vários curtas, desde 1931 até 1938, e também fez a voz da personagem no filme Uma cilada para Roger Rabbit em 1988 e no filme do Gato Félix, em 1991.
Em 1934, os curtas-metragens de Betty Boop sofreram alterações devido ao código de produção que censurou algumas características, porque antes, os curtas-metragem eram direcionados para o público adulto. Desde o dia 1º de julho de 1934, o código de produção sugeriu que Max Fleischer alterasse as características dos seus desenhos e a aparência da personagem. Desde então, Betty deixou de usar roupas muito curtas e passou a vestir um vestido, ou qualquer roupas que cobriam seu corpo até o pescoço, inclusive que seu cabelos passou a ter menos rolos. Betty se tornou uma solteira politicamente correta, possuindo uma personalidade mais responsável e mais séria. O código não permitia que a personagem e um cão chamado Bimbo tivessem uma relação amorosa, que seria considerado zoofilia, pois no curta Betty Boop's Little Pal (1934) Betty passou a ter uma cachorro comum chamado "Pudgy" como seu animal de estimação. Desde então, seus curtas passaram a ter histórias centradas para o público infantil.
Após o encerramento dos desenhos animados da Betty Boop em 1939, a personagem caiu em relativo esquecimento até o final da década de 80, com o filme Uma cilada para Roger Rabbit, onde seu retorno aos corações de todos foi triunfal!

Bom... Pra encerrar alguns Gif's da personagem mais fofa de todos os desenhos animados!








  • Share:

Você pode gostar de:

1 comentários

  1. Amo a Betty Boop! Aliás, enquanto lia o post meu caderno dela estava em cima da escrivaninha, pronto para recebe mais anotações. Adorei o último gif.
    Beijos!

    ResponderExcluir