Como ser uma flapper em 7 passos

quarta-feira, janeiro 29, 2014

Muitas garotas acham interessante o estilo flapper, a atitude e tudo mais... Mas na hora de tentar entrar de cabeça no estilo, não sabe nem por onde deve começar. Pensando nisso, fiz esse post super didático dividido em oito passos para quem se interessar... Conseguir ser uma melindrosa! Aviso logo, este post é um passo a passo de uma imersão total, e não só se limitar a passar kohl nos olhos e usar vestidos de cintura baixa.

1. Saiba o que é ser uma flapper!

Nosso dicionário de língua portuguesa define a melindrosa como "elegante, perspicaz e que se veste de forma exagerada". Como o significado é muito vago para o que queremos, é mais fácil olhar a origem do termo, a palavra flapper. Flapper no dicionário de língua inglesa significa "uma mulher jovem, principalmente
da década de 20, que mostrava desdém aos valores tradicionais e se vestia e se portava de forma fora do convencional".
As Flappers assim como eram conhecidas nos países de língua inglesa acolheram a gíria "Melindrosa" no Brasil, por melindrarem os homens ou por se fazerem tolas, usarem das brincadeiras um estilo de vida, até entao abominada como bons modos para as mulheres. Ou seja, flapper é uma rebeldia elegante, onde as mulheres vivem ao máximo as suas liberdades adquiridas, como dançar, sair com os amigos, beber, dirigir, ver filmes (parece algo bobo de início, mas isso na época era revolucionário)... Tudo com um salto no pé e muita maquiagem no rosto! 


2. Faça uma pesquisa sobre as flappers mais famosas

Nada melhor do que aprender através de exemplos não é?! Segue aqui alguns exemplos de mulheres que encabeçaram o "movimento" e que entraram para história como símbolos dessa geração:

De cima e da esquerda: Anita Loos, Zelda Fitzgerald, Clara Bow,
Helen Kane, Louise Brooks e Josephine Baker
- Anita Loos, escritora americana mais conhecida por sua novela Os homens preferem as loiras(Gentlemen Prefer Blondes (1925)). Escrevia regularmente para as revistas Harper's Bazaar, Vanity Fair e The New Yorker. 

- Clara Bow, que dispensa maiores apresentações, nossa eterna "it girl" e uma das mais famosas e bem sucedidas flappers da época.

- Louise Brooks, atriz americana, uma das mais influentes e famosas na era do cinema mudo. Teve uma carreira breve em Hollywood, tendo participado de 24 filmes entre os anos 1925 e 1938. Sua imagem e atitudes permanecem, no entanto, como símbolos de uma época, e uma de suas características mais lembradas será sempre o corte de cabelo liso e curto, que lançou moda e tornou-se um ícone dos anos 20.

- Josephine Baker, a célebre cantora e dançarina afro-americana conhecida pelos apelidos de Vênus Negra, Pérola Negra e ainda a Deusa Crioula. Vedete do teatro de revista, Josephine Baker é geralmente considerada como a primeira grande estrela negra das artes cênicas e um dos símbolos culturais de mais sucesso dos anos 20.

- Helen Kane, cantora e atriz, foi uma das personalidades mais famosas da época, principalmente com o seu hit I wanna be loved by you, onde ela soltava seu famoso "Boop-oop-a-doop", que mais tarde foi imortalizado na personagem Betty Boop

- Zelda Fitzgerald, romancista, socialite e esposa do grande escritor F. S. Fitzgerald. Ela foi um ícone da sociedade americana na década de 20, sendo apelidada por seu marido de "a primeira flapper americana".

3. "Viva" como uma flapper!

Agora que você já sabe exatamente o que é ser flapper e como elas viviam, agora é so começar a adotar certos comportamentos como:

- Ao invés de passar a tarde toda vendo TV ou no facebook, faça palavras cruzadas, leia livros ou qualquer outra coisa que mantenha a sua mente afiada.
- Tire carteira de motorista. Flappers adoravam dirigir seus carros para onde quisessem e sem medo. Até pense em planejar para suas férias uma viagem de carro para um lugar bem legal.
- Ao invés de passar a noite em casa... Vá aproveitar a noite! Se curtir balada, vai pra balada (especialmente se for um lugar que toque Jazz)! Se curtir ir comer fora com os amigos, não perca tempo! 
- Mantenha seus cabelos sempre bonitos e arrumados, mesmo que soltos. Se for cabelo comprido, mantenha-os presos.
- SEMPRE usar maquiagem! Não quer dizer que você irá andar de olho preto e batom roxo de dia... Mas não deixe o rosto sem nada! Ah! E se for passar o dia fora, lembre de reaplicar a make durante o dia.
- Se for pra ficar em casa com os amigos, exeprimente jogar papo fora ao som de um Jazz bem gostoso e jogar jogos de tabuleiro, cartas e afins, como poker e mah-jong.

4. Aprenda a falar como uma flapper

Esta é uma parte complicada, pois a maioria das gírias que marcaram as melindrosas vem mais do estilo americano. Infelizmente não achei uma fonte confiável de gírias e expressões que as melindrosas brazucas utilizavam. Mas... Se você for falar inglês, ou for americana, lembre-se de usar gírias como:
- Good - Bee's knees, berries, cat's meow, cat's pajamas, copacetic, ducky, hep (wise), hotsy-totsy, It, jake, kippy, nifty, ritzy, spiffy, swanky, swell.
- Bad - Applesauce, baloney, banana oil, bunk, flat tire (a boring person), hokum, hooey, horse feathers, lousy.
- Body parts - Feet = Dogs, Legs = Gams or Stilts, Mouth = Kisser, Nose = Smeller
- Money - Sugar
- Dud - A wall flower
- Sweetie - Anybody you hate
- Butt me - Give me a cigarette

5. Vista-se como uma flapper

Agora que já aprendemos a essência, vamos para o exterior! As melindrosas tinha um estilo de se vestir bem distinto, mas nada que possa parecer desesperador... E que qualquer boa costureira não possa te auxiliar. Os vestidos das flappers em suma eram de cintura baixa, na altura do quadril, curtos (um pouco acima do joelho) com decotes consideráveis no busto e nas costas. Outra coisa importante nos vestidos é a falta de mangas (lembrando que mostrar os braços nessa época era bem ousadinho). 
Uma coisa super importante para o visual flapper são os acessórios, eles são extremamente cruciais para que sua aparência seja perfeita. Começando pela cabeça, onde pode se usar faixas de cetim na cabeça como headband ou turbante, chapéus cloche, Peekaboo, ou enfeites como diademas e plumas.
No pescoço, colares longos de perólas ou bijouterias, daquelas que dão mais de uma volta e você ainda pode dar um nó. Nas pernas, meias calça com detalhes... E nos pés, sapatos Oxford, de salto ou não.

6. Aplicar um pouco de "glamour" flapper

Se você seguiu todos os passos acima, com certeza as pessoas já vão te chamar de melindrosa. Seu guarda-roupa já deve ser hotsy-totsy... Mas e a make? 
Bom... De todos os passos, creio que esse é o que menos você deve se preocupar. Pra começar, muitas das marcas que nossas flappers originais usavam ainda estão na ativa e fazem parte de nossas maletinhas, como a Avon, Max Factor e Maybelline. Fora que eu já fiz também um post só pra falar sobre isso (link aqui!) e minha amiga Nina também fez um excelente no blog dela Retro for Ladies (Link aqui!)... Mas se vocês está com preguicinha de acessar os links... Vai aqui um resumo mastigado:
- Tratar sempre muito bem da pele. Esfoliação, hidratação... Tudo! Afinal, quem já ouviu falar de melindrosa com pele ruim?
- Passar uma base para uniformizar a pele (do seu tom de pele)
- Blush nas maçãs do rosto de forma arredondada. As flappers não passavam blush na diagonal, mas de forma circular para arredondar o rosto.
- Nos olhos, atenção especial, pois essa era a chave da make flapper. Abuse do efeito esfumaçado com sombras escuras, como preto, grafite, marrom e afins. Coloque cílios postiços e arremate com uma camada generola se rímel.
- Na boca... Muito cuidado pois é um verdadeiro desenho. Para obter a boca em formato de coração, conte com o auxílio de um lápis vermelho ou um pincel para desenhar o contorno perfeitamente. 

7. Que tal um cabelo flapper?!

Seu look melindrosa não será completo se você não der a devida atenção aos cabelos! Os cabelos eram o maior símbolo de rebeldia das flappers, afinal o maior rebeldia era cortar bem curtinho os cabelos, desafiando os longos cabelos das mulheres da Belle Epoque. 
Se você tem os cabelos lisos, a melhor opção de corte é o Bobbed har, ao estilo Louise Brooks, na altura das orelhas e com a franja perfeitamente reta. Se seus cabelos forem crespos, recomendo um pouco de pesquisa para cortar os cabelos. A franja muitas vezes pode não combinar com o seu tipo de cabelo ou rosto, mas isso não quer dizer que você não pode usar um cabelo curtinho. Existem muitas variantes do Bobbed hair que se encaixam para qualquer tipo de garota. Se tiver alguma duvida, é só ir a um cabeleireiro de confiança e perguntar por qual modelo de corte se encaixa com o seu perfil. O que você não pode é ter medo da tesoura... Isso não... 
Mas se você for uma medrosa, cheia de amor por suas madeixas, você pode procurar na internet vários modelos de penteados que simulam seus cabelos mais curtos.

Bom... Agora é só cair no mundo e viver como se cada dia fosse uma grande aventura... Minha nova amiga melindrosa! 

  • Share:

Você pode gostar de:

4 comentários

  1. Depois de ler o post, já percebi que há um pouco de flapper em mim. Adorei!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!
    Confesso que aprendi bastante, pois conheço mais sobre os anos 40 e 50 (que são a minha paixão). Gostei muito de aprender sobre as flappers :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Quero ser uma flapper! acho que falta pouco... me vestir como elas é uma das coisas que falta rs

    www.coresdodia.com

    ResponderExcluir