A história dos cabelos - Parte I

quarta-feira, dezembro 11, 2013

Acho que não existe bicho que mais mude a sua aparência que a mulher. Se a gente for em um desses museus repletos de retratos de mulheres do passado, o que mais vocês irão ver são pinturas imponentes e coloridas mostrando a inconstância feminina e sua insatisfação com as madeixas.
Acho que assim como com o vestuário, os cortes e estilos de cabelo mudaram radicalmente de 1900 pra cá, uma mudança que apesar de já acontecer no decorrer dos séculos, tomou uma velocidade absurda só no século XX. Neste primeiro post vou fazer um histórico capilar das mulheres nas primeiras décadas do século passado, mostrando os principais cortes e tendências que "faziam a cabeça" das mulheres.



 Era eduardiana -Gibson girls e  seus pompadours




Estilos de cabelo do início do século XX
Gibson girls
Na virada do século e os anos que se seguiram, os longos cabelos eram a moda da vez, mas não soltos. Os penteados em geral eram leves, cheios e com uma fluidez suave. O símbolo da moda deste período eram as Gibson girls.
Gibson Girls eram desenhos feito a caneta do ilustrador Charles Dana Gibson. A Gibson Girl era uma combinação de “dama frágil” e “mulher sensual”, dando ênfase as curvas dos seios e quadril. Seu perfil era de uma dama burguesa membro da classe alta, sempre bem vestida com as ultimas tendências da moda. E como epítome da época, ela que ditava os modismos, com seus cabelos sempre presos em um coque frouxo acima da cabela. O maior símbolo dos cabelos das mulheres da virada do século era o Pompadour, o topete bem elevado, que ganhou este nome graças a Marquesa de Pompadour (amante de Luiz XV, no século XVIII).
Para dar volume interno nestes topetes, inventaram vários tipos de enchimentos, alguns feitos com apliques de cabelo falso, ou mesmo uma espécie de almofadinha que se colocava por dentro do cabelo.
Os coques mudaram de posição na cabeça no decorrer dos anos. Inicialmente eles eram feitos na altura da nuca, mas no ápice da moda das Gibson Girls eles já haviam "migrado" para o topo da cabeça, onde se viam cercados pelos elaborados pompadours.
Os penteados também representavam alguns códigos com relação as mulheres, principalmente a representação da maturidade da garota.
Penteado "coroa da glória"

Crianças e adolescentes não podiam usar estes penteados, eram códigos visuais restritos as mulheres adultas. Então, durante toda infância e adolescência a garota usava seus cabelos soltos ou presos em tranças simples. Ao completar seus dezessete anos (as mocinhas da virada do século debutavam com dezessete anos) ela poderia fazer a "coroa da glória", onde ela podia usar pela
primeira vez o pompadour, simbolizando sua entrada na vida adulta.
Então, imagina como as meninas deviam ansiar em deixar os cabelos crescerem até completar a idade certa e poderem usar pela primeira vez o tão almejado pompadour.







Anos 20 e as Flappers



Os anos 20 foram um verdadeiro cataclismo não só na moda, mas em todos os sentidos. O fim da Primeira Guerra Mundial marcara tão profundamente a vida de todos que o desejo de viver como se fosse o ultimo
dia e abraçar a vida era algo sem precedentes. O desejo de cortar bruscamente os laços com a geração das primeiras décadas também foi marcante. O bobbed hair foi o símbolo da década e o símbolo de uma geração de mulheres que almejavam a liberdade, oportunidades e direitos. As Gibson girls deram lugar as flappers, mulheres que viviam suas vidas intensamente e inconsequentemente.
O cabelo curto se tornou um símbolo de quebra de continuidade com as gerações passadas, um grito pela libertação feminina que não deveria se conter e ter sua feminidade restrita a seus longos cabelos.
Era a guerra contra a "coroa da glória" eduardiana, onde as mulheres se voltavam contra as restrições da sociedade. A primeiro momento os cortes curtos foram recebidos com resistência, mas com o tempo se tornaram o maior símbolo de toda a geração. 
A moda tomou conta de todos os cantos com uma velocidade enorme graças a nova febre: o cinema. O alvorecer das estrelas do cinema trouxe todo um mercado em volta deles. Todos queriam ter os sapatos da Gloria Swanson, O vestido da Clara Bow e o cabelo da Louise Brooks.
O cabelo lustroso e negro "Buster Brown" ou Bob "dutchboy" da atriz Louise Brooks foi um dos maiores símbolos dos anos 20. O popular "channelzinho" como conhecemos hoje em dia, é sempre uma das imagens mais fortes do imaginário popular quando se trata dos roaring twenties.
Clara Bow (nosso eterno símbolo do blog!) também ditou tendência nas cabelas das meninas, com seus cabelos curtos e desgrenhados. Quando foi lançado que Bow aplicava henna no cabelo, as vendas do produto simplesmente triplicaram!
Josephine Baker, uma das dançarinas negras mais famosas do século, também lançou tendência com seu "crop Elton", extremanete curto e com aplicação de bastante pomada ou brilhantina.
A tenista francesa Suzanne Lenglen também foi um grande símbolo da época, por usar não só os cabelos curtos, mas blusas com o braço à mostra (o que era considerado vulgar pra época) e as faixas de cabelo, que se tornaram uma verdadeira febre.
A descoberta da tumba de Tutancâmon por Howard Carter em 1922 trouxe também uma outra grande influência na moda dos cabelos: as jóias e acessórios inspirados na arte egípcia.
Outros acessórios também foram largamente utilizados para enfeitar as cabeças das melindrosas: o chapéu cloche, o turbante, a boina, os lenços, o Bandeau (faixa de cabelo para se usar na linha da testa), a browband (fita fina para se usar na linha da testa)... E o principal, o melhor amigo de todas as mulheres até hoje... O grampo de cabelo.
É lógico que haviam mulheres que queriam fazer parte da moda do momento... Mas não tinha coragem de meter as tesouras em seus cabelos tão cuidadosamente cultivados durante a década anterior. Para estas mulheres que queriam estar na moda do Bobbed hair sem cortar um fio, tinha a opção simples de comprar uma bela peruca e desfilar por aí com um cabelo curtinho, tinha também a opção do penteado "earphone", onde as mulheres faziam tranças e as prendiam na linha dos ouvidos.


Para que se sentir inspirado, eis aqui alguns tutorias de cabelo das Gibson Girls e Flappers...















Em breve colocarem a continuidade, fiquem ligados :D

  • Share:

Você pode gostar de:

0 comentários