Diário da Hilda - Mês 1

segunda-feira, outubro 21, 2013

A partir de hoje, segunda-feira, dia internacional do início de qualquer coisa... Comecei a minha dieta! Para quem não me conhece pessoalmente, eu sou uma pessoa... Gorda! Não vou colocar melindres para disfarçar uma realidade, como se ao suavizar em termos mais "fofos", eu perdesse algum quilinho! É preciso assumir! Ser realista! Não de uma forma pessimista, como se eu fosse a pior das criaturas por ser gorda, mas encarar um fato sobre mim mesma sem medo ou culpa. 
Acho que desde que me lembre por gente eu era gorda. Na minha cabeça pelo menos eu era, pois infelizmente agente aprende desde cedo a ver o nosso pior reflexo no espelho. Como toda criança gorda na época em que "bullyng" era a prática mais comum (como diria a diretora da escola onde estudei: isso ajuda a fortalecer o caráter), cresci odiando ser eu mesma. A adolescência foi ainda pior... Todos aqueles hormônios e mudanças fazem qualquer um odiar a própria imagem... E olha que eu não gorda nessa época, só tinha o corpo "errado" para o lugar errado. Numa escola de garotas magrelas ou atléticas, eu era a menina de pernas grossas, cintura fina e "braços de

lenhador"... Ali que a coisa começou a desandar... 15 Kg vieram de graça graças a minha pessoa ser do tipo que qualquer coisa pequena faça um estrago na minha auto estima, isso sem contar nos que vieram depois com o nervosismo do vestibular... Somente na faculdade voltei a emagrecer, consegui perder 18 Kg!!!! Mas... Ao primeiro sinal de dificuldade que a vida me deu, eles todos voltaram junto de mais alguns, chegando a minha "forma atual". Enfim, por contas dessas indas e vindas, sou uma gorda cansada de ver que as melhores roupas já não estão cabendo, de que a cada sinal de nervosismo eu desforro em cima de pobres guloseimas indefesas. Isso não é saudável, nem para o corpo, nem para a mente. E é por isso que estou começando este "diário", para colocar, mensalmente como anda a minha revolução pessoal. Esta postagem será tanto o vigia quanto o arauto da minha luta pessoal contra o sedentarismo, a má alimentação e uma melhor auto estima. 
Mudar não é fácil, disso eu tenho certeza. O comodismo é algo viciante e a primeira coisa que se deve combater. É ter em mente que ao chegar em casa depois de um longo dia de trabalho, ao invés de me atirar em uma cama ou no sofá para ver TV, eu devo colocar um tênis e ir correr na praia. Achar uma maneira de condicionar o corpo e a mente a querer movimentar-se, a achar uma atividade na qual se tenha prazer em praticar. Mas estou esperançosa de que tudo dará certo!



 Metas para o período 21/10 a 21/11

 - Ir ao endocrinologista

- Ir ao nutricionista

- Começar uma atividade física regular

 - REEDUCAÇÃO ALIMENTAR! (essa aqui vai ser trash!)

Ah! Porque diário de Hilda? Simples! Hilda era uma modelo fora dos padrões, uma pin up que não tinha vergonha de suas curvas, uma gordinha feliz! E é isso que quero ser! Não quero ser a Gisele Bündchen, com um corpo seco e reto, mas uma pessoa saudável, feliz com as minhas curvas, e cabendo nas roupas que eu tanto gosto de usar!

  • Share:

Você pode gostar de:

3 comentários

  1. Ótima iniciativa, Inajara! <3 Orgulhosa de ti, buscando uma vida saudável e não um corpo perfeito.

    ResponderExcluir
  2. Boa sorte! Mudanças de hábitos no início são difíceis, mas quando vêm os resultados dá um gás!

    ResponderExcluir
  3. kkkkkkkk genteee eu to no seeu msm dilema kkk' é dificil demais' kkk maais temos que começarmos'

    Seguiindo'''

    http://isabellaoblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir