Cabelos curtos

quinta-feira, outubro 03, 2013

A cada grau que sobe em nossos termômetros, mais aumenta minha resolução de anos: irei cortar novamente meus cabelos, e bem curtos!
Desde meus quinze anos adotei os cortes curtos, de cabelos acima da linha dos ombros. A cada ano que passou, eu os encurtei ainda mais, nada mais refrescante para uma gordinha não ter aquela cabeleira toda abafando, sem ter que passar horas desembaraçando aquele monte de cabelo (eu sempre tive muito cabelo).
Mas... Com o decorrer destes dez anos de cabelos curtinhos, vi que ter essa decisão na vida vai muito além da pequena tesoura prateada de meu cabeleireiro.
Nossa sociedade, que se diz tão moderna e "cabeça feita", ainda tenta impor as mulheres modelos bem tradicionais do que vem a ser "mulher", "feminina". Cabelos longos são o sinônimo da beleza feminina, a mulher ideal de cabelos sedosos e esvoaçantes como nas propagandas de xampu. Infelizmente não sei se é preconceito ou "medo" que homens e mulheres tem de garotas que gostam de usar seus cabelos curtos. Cabelos curtos, além de sua praticidade e estilo, são uma mensagem visual bem direta para quem quer que seja de que a sua possuidora é uma pessoa que não se prende aos velhos preceitos e modismos da sociedade. Uma mulher que não precisa de um subterfujo para afirmar sua feminidade. Por essas e outras que as flappers não perdiam tempo em se despedir de suas longas madeixas. Elas sabiam que o mundo só iria notar as suas reais belezas após se desfazer daquele símbolo de eras de submissão e "domesticação". Cabelo curto é ser dona de si mesma sem precisar de "aprovação" de todos. É não ter que ficar com aquela dança louca de cabelos sendo jogados de um lado para o outro na hora de tirar uma foto. É ter seu rosto revelado em torno da mais austera moldura, que valoriza a real beleza dos traços de um rosto feminino. 

CABELO CURTO É PODER! 






  • Share:

Você pode gostar de:

0 comentários