O sorriso de Monalisa - 2003

quinta-feira, setembro 05, 2013


Este é um dos filmes que tenho mais carinho, pois como historiadora (e mulher!), simplesmente adoro o desempenho de Julia Roberts. O sorriso de Monalisa é um filme considerado por uns o equivalente "feminista" de A sociedade dos poetas mortos. Este drama de 2003 foi produzido pelo Revolution Studios e Columbia Pictures, dirigido por Mike Newell e escrito por Lawrence Konner e Mark Rosenthal. O título é uma referência à Mona Lisa, uma pintura famosa de Leonardo da Vinci.

O filme recria a atmosfera e os costumes do início da década de 1950, onde a professora de história da arte Katherine Ann Watson ( Julia Roberts ), recém saída da liberal Universidade de Berkeley, na Califórnia, enfrenta uma escola feminina, tradicionalista – Wellesley College, onde as melhores e mais brilhantes jovens mulheres dos Estados Unidos recebem uma dispendiosa educação para se transformarem em cultas esposas e responsáveis mães. No filme, a professora irá tentar abrir a mente de suas alunas para um pensamento liberal através da arte moderna, enfrentando a administração da escola e as próprias garotas.

Uma curiosidade é que Julia Roberts, no filme, estimula as alunas a estudarem arte moderna, levando-as a um depósito em Boston para olharem um quadro de Jackson Pollock. Na realidade, porém, Wellesley foi uma das únicas instituições a permitir que as alunas estudassem arte moderna, começando com um curso no final dos anos 20, ministrado por Alfred Barr Jr., que mais tarde fundou o Museu de Arte Moderna.

Apesar dessas velhas imprecisões históricas que tanto afligem os filmes épicos, este é um filme no qual tanto a estética dos anos 50, quanto a mesnagem que ele tenta transmitir, são sensacionais.



BOM FILME!

  • Share:

Você pode gostar de:

0 comentários