Memórias de uma gueixa - 2005

segunda-feira, agosto 19, 2013


Memórias de uma Gueixa é um drama de 2005 dirigido por Rob Marshall. O roteiro é uma adaptação do best-seller Memoirs of a Geisha de Arthur Golden, sobre a cultura japonesa e a emblemática e pouco conhecida em sua totalidade figura da Gueixa. 
O filme começa nos anos que antecedem à Segunda Guerra Mundial, quando uma criança japonesa chamada Chiyo é vendida pelo seu pai,pescador de uma vila de pescadores, para uma casa de gueixas. Ela ficaria destinada durante os primeiros anos às tarefas domésticas, conforme ditava a tradição. Cresce na dúvida e na esperança de encontrar a família, sem compreender o sentido da vida que agora levava, até que, por obra do destino, conhece acidentalmente um dos homens mais poderosos do Japão, por quem se apaixona imediatamente e, para lhe conseguir chegar, reconsidera o rumo da sua vida para se tornar uma gueixa de sucesso. Chiyo, a camponesa de olhos azuis, passaria a ser conhecida por Sayuri — o seu nome de gueixa — recebe a sua formação de uma das mais conceituadas gueixas do Japão, Mameha, rival de uma outra que vive na sua casa (okyia) e que, desde a sua chegada, lhe tem dificultado a vida.

Apesar de ser um filme aos olhos ocidentais lindo, foi duramente criticado pela comunidade chinesa e japonesa, começando pelo fato das três grandes estrelas do cinema chinês (Ziyi Zhang, Gong Li e Michelle Yeoh) atuarem fazendo papel de japonesas, caindo naquele estereótipo maldoso que os ocidentais criaram de que "todo asiático é igual". O incidente vai além da nossa compreensão, que já vimos atores de interpretando papéis de várias nacionalidades. Não compreendemos as milenares diferenças políticas entre japoneses e chineses (e coreanos, malasianos, tailandeses...). Para os chineses, o absurdo foi ver filhas da terra interpretando "prostitutas japonesas", num incidente diplomático que reavivou memórias pouco agradáveis da relação entre os dois países durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa (1937-1945), quando milhares de chinesas teriam sido estupradas por soldados japoneses. 
Enfim, é um filme polêmico e encantador ao mesmo tempo, tenta nos fazer compreender costumes estranhos para nós como a prática do mizuage (a venda da virgindade), porém, está é a leitura de dois ocidentais para com os hábitos da cultura japonesa (Rob Marshall e Arthur Golden).


BOM FILME!

  • Share:

Você pode gostar de:

0 comentários